BLOG DO ENG. ARMANDO CAVERO MIRANDA -BRASIL


MACHUPICHU MARAVILHA DO MUNDO

"Two things are infinite: the universe and human stupidity; and I'm not sure about the the universe." ALBERT EINSTEIN - “SE SEUS PROJETOS FOREM PARA UM ANO,SEMEIE O GRÂO.SE FOREM PARA DEZ ANOS,PLANTE UMA ÁRVORE.SE FOREM PARA CEM ANOS,EDUQUE O POVO.” "MATH IS POWER TO CHANGE THE WORLD AND THE KEY TO THE FUTURE" 'OBRIGADO DEUS PELA VIDA,PELA MINHA FAMILIA,PELO TRABALHO,PELO PÃO DE CADA DIA,PROTEGENOS E GUARDANOS DE TODO MAL"

quinta-feira, 8 de agosto de 2013

MATEMATICO PERUANO Harald Andrés Helfgott resolve problema matemático indecifrável há 271 anos


La conjecture ternaire de Goldbach - Harald... por Sciences_Maths_Paris
Um matemático peruano conseguiu resolver um problema matemático que ninguém havia conseguido desde 1742 quando foi proposto. O responsável pela façanha, Harald Andrés Helfgott, tem 35 anos e vive em Paris, onde trabalha para o Centro Nacional para a Pesquisa Científica. O problema, chamado de conjectura fraca de Goldbach, afirma que “todo número ímpar maior que 5 pode ser expresso como soma de três números primos”. Os números primos são aqueles que só são divisíveis por eles mesmos e por um. “Nós expressamos em uma linha de texto uma verdade que não tinha sido demonstrada por mais de 270 anos”, disse Helfgott O problema, proposto por Christian Goldbach há 271 anos, se converteu em dor de cabeça para os melhores matemáticos dos últimos três séculos. Desde 1923, com o esforço de nomes como G. H. Hardy e John Edensor Littlewood, foram obtidos avanços importantes para a comprovação da conjectura, porém ela ainda não havia sido demonstrada de maneira incondicional. Em 1937, o teorema de Vinogradov mostrou que qualquer número ímpar suficientemente grande pode ser representado como a soma de três números primos. A definição de “suficientemente grande”, porém, ficou pendente. O matemático peruano estudou nas prestigiadas universidades americanas de Princeton e Yale e recebeu diversos prêmios por suas contribuições à matemática. Quem quiser ver o problema resolvido (em inglês) são 130 páginas de demonstração aqui. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário